”Eu não tinha a dimensão”; Filho de Gal Costa fala pela 1ª vez sobre o luto

Publicado em

Quanto à relação entre mãe e filho, o garoto de 17 anos disse: “Ela era muito melosa.

Muito grudenta. Eu falava: ‘Mãe, pelo amor de Deus (…) Tinha umas horas que eu queria ficar na minha de boa, quietinho, e ela já chegava grudando, abraçando, beijando”. Por esse motivo, Gabriel lamenta não ter dedicado mais tempo à companhia de Gal. “Não aproveitei muito a presença da minha mãe aqui. Eu não ficava muito tempo sentado com ela e minha madrinha [Wilma Petrillo] conversando. Eu ficava jogando, vendo série. Eu devia ter aproveitado mais”, desabafou ele.

Na entrevista, o jovem conta ainda que a artista gostava de ser chamada de “mãe”, mas que ele costumava chamá-la por outros nomes em tom de brincadeira, para provocar. “Nem Gal Costa, nem patroa, nem coroa. Nada. Eu falava: ‘E aí, coroa? E aí, minha chefe?’ Ela não gostava. Ela gostava que chamasse ela de mãe”, disse.

<
”Eu não tinha a dimensão”; Filho de Gal Costa fala pela 1ª vez sobre o luto

Ao final, Gabriel falou sobre o momento de luto que enfrenta na ausência da mãe e o legado da cantora na música brasileira. “Sei que minha mãe tá la em cima, me olhando. Vou me manter firme e forte e seguir”, afirmou. “Pelo que eu ouvi e o que eu conheci, [ela] foi uma mulher que revolucionou o mundo inteiro da forma dela. Sendo original, sendo ela mesma, sendo a Gal Costa. ela espalhou isso por todo o mundo”, completou em seguida.

Fique por dentro!

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga o EGOBrazil no Google Noticias ou EGOBrazil no Instagram.

** A opinião expressa neste texto não é necessariamente a mesma deste site de notícias.

© 2023 EGOBrazil | A reprodução deste conteúdo é estritamente proibida sem autorização prévia.

Famosos

Últimas Notícias

Leia Mais

<