Funkeira Mc Layne fala sobre sua carreira e preconceito que já sofreu dentro do funk

Publicado em

​Mc Layne é cantora, artista, influenciadora e ganhou notoriedade com suas músicas de funk. Essa Mc conquistou um público cada vez mais fiel, e sua popularidade aumentou após o lançamento de suas músicas “Fome de emoção” e “Pretinha do Poder”.

​Dona de uma dos funks mais tocados, ela comenta que as gravadoras não devem ter receio para projetar novos cantores negros, que ter uma atitude assim é um verdadeiro absurdo, “não é cor da pele que irá definir a capacidade de uma pessoa”, declara ela. Ela revela que uma renomada gravadora brasileira gostou de seu trabalho mas pelo fato de ser mulher, negra e funkeira ela sofreu preconceitos. “Já sofri muitos preconceitos em produtoras e já fui muito discriminada”, revela ela.

​Mc Layne ainda enfatiza que as pessoas não acreditam o quanto o preconceito é forte no meio artístico quando se trata de uma funkeira negra, o que para ela é algo lamentável. Assim, ela conta que já foram muitos os desafios encontrados em sua trajetória por ser mulher e negra na profissão que escolheu, mas se orgulha por ter superado cada um dos desafios que lhe foram impostos.

<


​As pessoas acham que por ser mulher, negra e corpo escultural, sempre deve assimilar sua imagem a sexualidade. Ela reconhece que tem um belo corpo, sua aparência chama a atenção de muitas pessoas, mas não é apenas por estética que ela deve ser admirada. Desde a adolescência procura ser cada dia mais independente, assim é uma mulher forte e batalhadora de seus sonhos.

​Ela não é apenas cantora. Mc Layne é graduada em psicologia, marketing, teatro e Tv. Ela conta que sempre foi muito dedicada e que os estudos sempre foram e ainda são importantes em sua vida. Mesmo diante de muitas dificuldades em sua trajetória, ela sempre teve perseverança.

​Ela declara que não gosta do termo concorrência, ela prefere a ideia de somar/agregar e não concorrer. “As mulheres deveriam ser mais unidas, nós mulheres representamos mais do que apenas demonstração de beleza, devemos reivindicar em prol do respeito e da dignidade”, disse ela. Essa Mc também deixa claro que a admiração entre as mulheres deveria ser de forma mútua, assim cada vez mais mulheres se sentiriam felizes e independentes.


​Ela ainda conta que já fez vários planos para o ano de 2023, e que o lançamento com grandes nomes do funk já é uma verdade. Ela se inspira muito em outras mulheres como: Iza, Anitta e Ludimillah. Para ela, ter inspirações não é sinônimo de ser cópia. Ela admira muito o trabalho e dedicação dessas cantoras.

​Em suas redes sociais, @mcLayne_oficial no Instagram, e Mc Layne no TikTok, ela compartilha muito do seu cotidiano e pensamentos. Para ela, receber o carinho de seus seguidores é muito gratificante.

<

​Essa Funkeira pretende trabalhar de forma ainda mais intensa no próximo ano. Pretende mostrar ainda mais sua personalidade. “Tenho minha própria personalidade, sou muito autêntica, e não sou uma pessoa que muda de opinião facilmente, não vou apenas com a opinião da maioria. Sei dos meus valores”, afirma ela.

Fique por dentro!

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga o EGOBrazil no Google Noticias ou EGOBrazil no Instagram.

** A opinião expressa neste texto não é necessariamente a mesma deste site de notícias.

© 2023 EGOBrazil | A reprodução deste conteúdo é estritamente proibida sem autorização prévia.

Famosos

Últimas Notícias

Leia Mais

<