Guilherme de Pádua pediu perdão à Glória Perez antes de morrer

Publicado em

Guilherme de Pádua gravou um vídeo pedindo perdão à Gloria Perez pelo assassinato de sua filha, Daniella Perez três meses antes de morrer. No vídeo publicado, em agosto, no seu canal no YouTube, o ex-ator diz que pedir perdão pelo crime “era seu maior sonho”, mas que “não sabia como fazer”.

Crédito: Reprodução/YoutubeVídeo: Guilherme de Pádua pediu perdão à Glória Perez antes de morrer

“Pensei em procurar os advogados do Raul Gazolla (ator e ex-marido de Daniella) e da Gloria Perez. Pensei em pedir para alguém que intermediasse esse encontro. Não imaginava uma coisa pela internet e por meio de um vídeo. (…) Talvez eu nunca vá ter uma oportunidade real de pedir perdão”, disse.

“Gloria Perez, eu te peço perdão por todo sofrimento que eu te causei. Eu jamais esqueci daquele encontro na carceragem. Raul Gazolla, eu te peço perdão. Eu nunca esqueci do dia que eu fui chamado na delegacia. Você estava lá e se arrastou até mim. Me abraçou chorando. E ali eu vi que eu era a pior pessoa do mundo”, complementou.

<

Guilherme de Pádua também pede perdão para as outras pessoas da família. “Eu peço perdão aos familiares, aos amigos e a todos que se envolveram com essa história, se entristeceram e se revoltaram. Eu sei que esse pedido de perdão talvez não vá significar nada, mas eu quero deixar registrado”, afirmou.

Guilherme de Pádua morreu de infarto, aos 53 anos, neste domingo, 6. A notícia da morte foi divulgada pelo líder da Igreja Batista da Lagoinha, o pastor Marcio Valadão. Ele gavou um vindo sorrindo falando do falecimento do amigo e contou sobre a última ida do assassino de Daniela Perez à igreja.

Ele se tornou pastor da igreja evangélica em 2017, após 15 anos de conversão. A cerimônia aconteceu em Belo Horizonte, onde ele morava com a mulher, a maquiadora Juliana Lacerda. O ex-ator usava da experiência que teve no presídio para falar sobre vida cristã após o mundo do crime. Ele também cuidava de ex-presidiários, fazendo trabalho de evangelização.

Guilherme de Pádua ganhou fama nacional em 1992, após matar, com uma tesoura, Daniella Perez, que era o par romântico dele na novela De Corpo e Alma, da TV Globo. O ator teve ajuda da ex-esposa Paula Nogueira Peixoto. Os dois foram condenados, cinco anos após o crime, por homicídio qualificado. Eles pegaram pena de 19 anos e seis meses de prisão. Porém, depois a pena foi reduzida a seis anos.

Fique por dentro!

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga o EGOBrazil no Google Noticias ou EGOBrazil no Instagram.

** A opinião expressa neste texto não é necessariamente a mesma deste site de notícias.

© 2023 EGOBrazil | A reprodução deste conteúdo é estritamente proibida sem autorização prévia.

Famosos

Últimas Notícias

Leia Mais

<