Por que assistir “Wandinha”, nova série da Netflix sobre a Família Addams

Publicado em

Na próxima quarta-feira (23) estreia na Netflix “Wandinha”, uma série cheia de mistérios que coloca a família Addams em uma nova narrativa.

Dirigida e produzida por Tim Burton, a produção traz a filha de Mortícia e Gomez como protagonista e acompanha sua trajetória na Escola Nunca Mais.

Depois de ser expulsa do último colégio, Wandinha passa a frequentar a mesma escola que os pais estudaram, um lugar para os “excluídos” – pessoas com dons sobrenaturais, como vampiros, sereias, lobisomens entre outros tipos de “seres humanos”.

<

Cética, mórbida e sombria, Wandinha não gosta da mudança e planeja fugir desde o início. No entanto, já no primeiro episódio ela tem sua primeira visão – dom herdado da mãe – e se vê envolvida em um grande mistério.

Ao longo da temporada, segredos são revelados e Wadinha busca desvendar o que está acontecendo na cidade e em sua escola, enquanto lida com as novas relações.

Família Addams

A série revisita uma das famílias mais queridas da televisão e do cinema: os Addams.

Jenna Ortega (“You” e “Pânico 5”) é Wandinha, Catherine Zeta-Jones (“A Máscara de Zorro” e “Chicago”) é Mortícia, Luis Guzmán (“Carlito’s Way” e “Viagem 2: A Ilha Misteriosa”) é Gomez, Isaac Ordonez é Pugsley e Fred Armisen (“Saturday Night Live”) é Tio Fester. Além de George Burcea que é Tropeço (Lurch, em inglês) e o mistério, que está mais para mascote, da família, o “Mãozinha” (Thing, em inglês).

Catherine Zeta-Jones como Mortícia Adams, Jenna Ortega como Wandinha Addams, Luis Guzmán como Gomez Addams, Issac Ordonez como Pugsley Addams / Divulgação/Netflix

Para quem gosta do filme “A Família Addams” (1991) vai rever um rosto conhecido. Christina Ricci, a atriz que dá vida à Wandinha no longa, está no elenco do seriado.

<

A escolha da série de criar uma narrativa em cima de Wandinha foi certeira. Ainda que busque ser antipática e fria, ela vai conquistar o público justamente pelo seu jeito de ser. Com um humor afiado e um processo de amadurecimento ao longo da temporada, a protagonista é complexa e interessante.

Apesar dos membros da família serem coadjuvantes, a produção cultiva os traços marcantes da cada personagem, conhecidos há anos pelos telespectadores, e aproveita o sentimento de nostalgia que suas presenças causam.

Ainda falando sobre nostalgia, a famosa música que acompanha os Addams há tantos anos está, de um jeito diferente, presente no seriado. A trilha usada na produção é inspirada e faz referência à música original, criada por Johann Sebastian Bach.

Ambientado nos dias atuais, a trama traz essa família já conhecida, criada por Charles Addams nos anos 1900, para um novo mundo. No entanto, ainda assim, eles se mantém às origens. Wandinha não cedeu à tecnologia, ela não tem telefone e usa uma máquina de escrever. Por exemplo, para conversar à distância entre si, os Addams usam bolas de cristais.

Luis Guzmán como Gomez Addams e Catherine Zeta-Jones como Mortícia Adams / Divulgação/Netflix

Mistérios

Quando Wandinha chega à escola Nunca Mais uma série de segredos são revelados e mistérios instaurados, envolvendo seus pais, ancestrais, colegas, a escola e a cidade.

Ao fim de cada episódio algumas respostas são dadas, mantendo a atenção do telespectador sem dar voltas sobre uma mesma questão.

Quem gosta de “Stranger Things” e “O Mundo Sombrio de Sabrina”, pode se identificar com “Wandinha” que coloca adolescentes em um contexto sobrenatural com mistérios a serem desvendados.

Wandinha e Mãozinha / Divulgação/Netflix

Trama adolescente

Uma série ambientada em uma escola não pode deixar de ter drama. Relaciomanetos amorosos, rivalidades e construção de amizade também fazem parte do enredo de “Wandinha”.

A protagonista acaba chamando a atenção de dois personagens e, por vezes, tem de lidar com a situação.

Para quem antes se mostrava egoísta e individualista, Wandinha acaba desenvolvendo grandes amizades. Ao longo dos episódios é possível ver o amadurecimento dessas relações e a importância delas na trama.

Toda produção também tem aquele antagonista que é do bem. De início, ela cria uma rivalidade com a “rainha” da escola, que gera boas cenas, mas no fim, acabam se ajudando.

Da esquerda para direita: Moosa Mostafa como Eugene Otinger; Jenna Ortega como Wednesday Addams; Naomi j Ogawa como Yoko Tanaka; Joy Sunday como Bianca Barclay / Divulgação/Netflix

Tim Burton

Quem melhor para criar um mundo mágico e fantasioso que Tim Burton?

O cineasta é resposável pela direção e produção executiva da série e não é difícil de perceber. No momento em que a aparência do monstro é revelado, lembraças de criações de Burton veem a mente.

Sua assinatura está ali e honra o seu legado criando uma mundo sobrenatural e falando sobre os excluídos da sociedade desse mundo mágico e fantasioso.

Diretor Tim Burton trabalhando em “Wandinha” / Tomasz Lazar/Divulgação/Netflix

Assista ao trailer de Wandinha

Fique por dentro!

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga o EGOBrazil no Google Noticias ou EGOBrazil no Instagram.

** A opinião expressa neste texto não é necessariamente a mesma deste site de notícias.

© 2023 EGOBrazil | A reprodução deste conteúdo é estritamente proibida sem autorização prévia.

Famosos

Últimas Notícias

Leia Mais

<