Raul Gazolla diz que a justiça divina ‘tarde mas não falha’

Publicado em

O ator Raul Gazolla, de 67 anos, voltou a comentar a morte do ex-ator e pastor Guilherme de Pádua. Ele morreu no último domingo, 6, em decorrência de um infarto fumitante.

Gazolla publicou um vídeo no Instagram falando sobre justiça divina. Ele ainda disse que Guilherme de Pádua teve sua sentença de morte.

“Ontem foi o enterro do assassino da Dani, e o pastor que rezou a missa disse que ele não era um monstro. Eu não sei que nome dar para uma pessoa que mata uma menina de 22 anos com 18 facadas, 15 no coração e 3 no pescoço. Se ele não é um monstro, nós temos que arranjar uma palavra mais forte para ele”, começou Raul.

<

“Mas, eu fiquei pensando sobre a justiça divina, que tarda, mas não falha. Ele foi condenado a 29 anos de prisão, mas cumpriu menos de 6. O resto ele ficou em liberdade e foi ser pastor da igreja. Agora, aos 53 anos, ele morreu. A justiça divina realmente tarda, mas não falha”, continuou.

Raul Gazolla diz que a justiça divina ‘tarde mas não falha’

“A média de vida do brasileiro, é de 80 a 85 anos, então ele foi condenado à morte, sim. Porque ele perdeu no mínimo, mais 30 anos de vida que ele poderia ter ficado aqui tentando implantar suas mentiras nas pessoas que os seguem e acreditam nele. Então é isso, a justiça divina tarda, mas não falha!”, finalizou.

Fique por dentro!

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga o EGOBrazil no Google Noticias ou EGOBrazil no Instagram.

** A opinião expressa neste texto não é necessariamente a mesma deste site de notícias.

© 2023 EGOBrazil | A reprodução deste conteúdo é estritamente proibida sem autorização prévia.

Famosos

Últimas Notícias

Leia Mais

<