Maitê Proença cobra R$ 254 mil do governo por pensão não paga

Maitê Proença está em uma grande luta judicial contra o governo, e de acordo com a coluna de Ancelmo Gois, do jornal OGlobo, ela enviou à Justiça de São Paulo a planilha informando ter direito a receber R$ 254 mil pelos meses em que as pensões às quais tem direito não foram pagas.

Por muitos nãos, a artista recebeu as pensões por morte deixadas pela mãe e pelo pai, mas em 2020, a Previdência Estadual decidiu investigar se ela não estaria em uma relação estável com Paulo Marinho, pois isso anularia o benefício por ela não ser “mais filha solteira de funcionário público”.

Por causa disso, Maitê teve o benefício cortado, muito pior conta de, em sua biografia, ela ter afirmado que “formou uma família linda” nos 12 anos que em ficou com o amado, e defesa de Proença recorreu. Anos depois, o direito foi reconhecido, e agora a atriz quer receber o que não lhe foi pago. Ela recebe R$ 13 mil mensais.

Maitê Proença surpreendeu muita gente ao revelar em dezembro que já dividiu o mesmo teto com Pedro Paulo Rangel. Ao prestar uma homenagem ao artista que morreu aos 74 anos, em um hospital do Rio de Janeiro, a atriz abriu o coração.

Na publicação, os dois aparecem abraçados e sorridentes. “Pepê amigo querido. Moramos juntos lá no começo de tudo, há 40 anos. Foram tantas as intimidades trocadas”, disse ela, inicialmente.

A atriz, então, revelou um arrependimento: “Encontrei você andando de carrinho motorizado há poucas semanas, conversamos alegremente. Se soubesse que estava indo…teria parado tudo. Não o fiz, foi rápido demais”, destacou.

Agora me sinto mal, e triste, muito triste. Prometo a partir de hoje dar mais tempo ao que realmente importa na correria estúpida desta vida. Te amo para sempre”, finalizou Maitê.

Gostou deste story?

Aproveite para compartilhar clicando no botão acima!

Visite nosso site e veja todos os outros artigos disponíveis!

Leia Mais