Amiga de Gal Costa expõe decisão envolvendo autópsia do corpo da cantora

Mais um capítulo da novela envolvendo a polêmica sobre a morte de Gal Costa, em novembro do ano passado.

Desta vez a amiga da cantora, Hildegard Angel, revelou que voltou atrás na campanha que exigia que o corpo da artista fosse exumado.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, o documento de óbito da famosa constatou que ela sofreu um infarto agudo do miocárdio e estava doente.

A certidão revela que a cantora tinha uma neoplasia maligna, ou seja, um câncer, de cabeça e pescoço.

“Se as pessoas acharem que está tudo bem, então tudo bem. É pena que esse atestado só tenha aparecido agora. Veja como as coisas são, a pessoa prefere ficar em desconfiança“, afirmou Angel, citando a viúva de Gal, Wilma Petrillo.

Nas redes sociais, a amiga da artista tinha iniciado um movimento no início do mês, exigindo que houvesse uma autópsia para descobrir a causa da morte dela.

Viúva de Gal Costa é alvo de forte acusação após morte da cantora

Na ocasião, ela afirmou que o “mal súbito” não teria convencido também os fãs da famosa. Ao recuar no pedido, ela se explicou.

A exumação foi apenas uma sugestão, dado o contexto em que Gal se encontrava. Eu dei a minha opinião, como qualquer jornalista tem a sua“, disse.

A viúva de Gal, inclusive, passou a ser acusada de ter aplicado uma série de golpes. Petrillo teria sabotado a carreira da mulher, com quem viveu por mais de 20 anos. A bomba foi revelada pela revista Piauí no início deste mês

Gostou deste story?

Aproveite para compartilhar clicando no botão acima!

Visite nosso site e veja todos os outros artigos disponíveis!

Leia Mais