Como eventos políticos podem aumentar o seu estresse. Entenda a importância do autocuidado

Atualmente, em meus atendimentos clínicos, muitos pacientes estão trazendo uma alta demanda de estresse, por conta de eventos políticos. Antes do resultado final das eleições a demanda mais comum sobre o assunto estava relacionada ao fato de sentirem medo de expressar suas opiniões, seguido do medo sobre os resultados eleitorais (isso independente dos lados, tanto os de direita, quanto os de esquerda).

E agora após o resultado final das eleições as demandas sobre estresse e ansiedade continuam. E as narrativas também continuam sobre a incerteza do que poderá acontecer após o resultado final (nesse caso de pacientes que torciam pelo partido que não ganhou).

Essa preocupação excessiva, aumenta o grau de estresse desses pacientes, podendo aumentar as chances desses desenvolverem transtornos de humor.

Mas o que é o estresse? O estresse é uma reação do organismo que se manifesta ao longo do tempo por causa de situações ameaçadoras.

E como o estresse pode afetar o sistema imunológico?

Quando estamos estressados liberamos um hormônio chamado cortisol.

O cortisol é um hormônio que atua na inibição do sistema de defesa do organismo, além de estar relacionado a complicações cardiovasculares.

Com o estresse constante, o corpo passa a produzi-lo em uma grande quantidade, fazendo com que o próprio organismo relaxe suas defesas. A consequência é a dificuldade de resposta do sistema imunológico.

Imunologistas, indicam movimentos de autocuidado para ajudar a reduzir o estresse e aumentar a proteção do corpo.

Que fique claro, que não temos como interferir nos fatores estressores que existem no ambiente, mas podemos usar de hábitos e atitudes para nos ajudar a controlar o estresse e impedir que ele se transforme em algo mais sério.

A OMS publicou os setes pilares do autocuidado que podem ser vistos como a chave para combater esses adversários

1. Informe-se sobre saúde;2. Conheça a si mesmo;3. Pratique atividade física;4. Tenha uma alimentação saudável;5. Evite comportamentos de risco para a sua saúde;6. Tenha bons hábitos de higiene;7. Use racionalmente produtos e serviços de saúde.

Em minha condução clínica sempre parto do principio que o autocuidado ajuda na prevenção e no combate dos transtornos psicológicos como a depressão e a ansiedade, pois como dito acima, infelizmente não temos como nos blindar totalmente de situações desgastantes e estressantes. No entanto, podemos melhorar nossos comportamentos e hábitos para adquirirmos “munição” suficiente para enfrentar esses momentos.

Foi com base nessa premissa que em parceria com as instituições IMC Saste e clínica Bozelli Medicina e Saúde, fizemos a semana do autocuidado.

Formulei uma palestra exclusiva explicando a importância do autocuidado, elucidando de forma didática como movimentos simples poderiam favorecer biologicamente o organismo de cada um e como nossa forma de pensar e agir interfere diretamente na liberação de neurotransmissores do bem e do mau.

As palestras ocorreram nos dias 28 e 29 de outubro de 2022, e os participantes saíram compreendendo o quanto movimentos de autocuidado como manter uma interação social mínima, fazer terapia, praticar atividade física, investir em cuidados diários simples favorecem a liberação de neurotransmissores do bem, como a serotonina e dopamina, proporcionando um melhor fortalecimento biológico e psicológico.

Gostou deste story?

Aproveite para compartilhar clicando no botão acima!

Visite nosso site e veja todos os outros artigos disponíveis!

Leia Mais