Produtor Rural será afetado pela guerra na Rússia?

Escassez de fertilizantes vai afetar produção rural no Brasil, comenta o produtor rural, Sandro Mozer Barbosa.

Há menos de uma semana, infortunadamente, o presidente russo Vladimir Putin tomou a decisão de invadir o território ucraniano, provocando assim, não só diversas consequências para seu próprio país e para a Ucrânia como também ao mundo todo.

O principal foco de toda população quando presencia uma situação de guerra é se preocupar com a participação do seu país e questionar-se como vai ficar sua segurança e de seus familiares. No entanto, em certos confrontos, não é apenas o conflito armado que é perigoso, mas também são de extrema importância os conflitos econômicos.

Com as hostilidades criada entre esses dois países, a Rússia, país causador desta guerra, já enfrenta inúmeras sanções dos Estados Unidos, União Europeia e do Reino unido, tendo como objetivo enfraquecer a economia e forçar uma negociação para o fim da guerra.

Contudo, você deve estar pensando como nosso país tem a ver com essa situação? Visto que o atual presidente Jair Bolsonaro já havia se declarado neutro ao conflito.

O produtor rural, Sandro Barbosa, dispõe de concepções interessantes sobre o tema, dizendo: “Acredito que a médio/longo prazo o Brasil possa sofrer com a escassez de alguns fertilizantes, pois o Brasil importa quase 80% dos seus produtos, sendo uma porcentagem significativa de 23% importados da Rússia.”

Portanto, segundo Sandro, com a Rússia sofrendo diversas reprimendas e perdendo conexões econômicas com outros países, é possível que o Brasil tenha que remanejar suas importações procurando demais países produtores, trazendo possíveis problemas em questões de transporte, custos excessivos, entre outros.

Sandro comenta também, de forma perspicaz, um grande exemplo: a situação do nitrogênio que é obtido a partir do gás natural, combustível do qual a Rússia é o segundo maior produtor e o maior exportado do mundo. Bem como o fósforo e o potássio, que são produtos minerais, dos quais a Rússia possui em abundância.

Por fim, o produz rural acredita que para este ano de 2022 o mercado interno do Brasil estará abastecido durante este período conturbado de conflitos. Todavia, se a situação perdurar, podemos arcar com consequências indiretas e possivelmente futuras, deste conflito.

Gostou do assunto? Acompanhe o produtor rural Sandro Barbosa nas redes sociais!Instagram: @sandr9.mb

Gostou deste story?

Aproveite para compartilhar clicando no botão acima!

Visite nosso site e veja todos os outros artigos disponíveis!

Leia Mais