Tati Zaqui migra do funk ao gospel após acusar ex de agressão: 'Espiritualizada'

Tati Zaqui tem buscado novos caminhos na vida pessoal e na carreira. Depois de acusar o ex-namorado, Thomaz Costa, de agressão física e psicológica, a funkeira afirmou que mergulhou na espiritualidade e cogita até começar a cantar música gospel. "Tenho pensado muito em passar uma mensagem melhor por meio do meu trabalho", declarou a cantora.

A artista, que contou ter sido vítima de violência doméstica, confessa que a suposta agressão mudou a sua visão de mundo. Depois de passar por palestras de inteligência emocional, ela também buscou se conectar com sua espiritualidade.

"Participei de algumas palestras de inteligência emocional, que me ajudaram muito, e me aproximei muito de Deus. Hoje me amo o suficiente para nunca mais aceitar estar naquele lugar", assegurou em entrevista à revista Quem.

Tati quer fazer músicas que reflitam seu momento atual e, por isso, pensa até mesmo em dar uma pausa no funk para seguir carreira como cantora gospel.

"Tenho pensado muito em passar uma mensagem melhor por meio do meu trabalho. Acredito que Deus não me deu a voz, dom e tantos seguidores simplesmente para passar mensagem de noite, dança... Tenho pensado bastante em fazer um trabalho voltado para tocar as pessoas e ajudá-las", declarou.

Tive que chegar no fundo do poço para me levantar. A única saída para sair do fundo do poço é olhar para cima. Quero levar essa mensagem. Ando ouvindo bastante louvor, tem me ajudado muito. Quem, sabe? Sou muito espiritualizada e tenho muita vontade de fazer um trabalho assim. Vamos ver. Não tem nada certo, mas quem sabe.

A suposta agressão levou Tati a se desconectar com sua essência, e ela confessou que não pensava que poderia passar por algo do tipo. "As pessoas sempre me viram como uma mulher muito forte e isso [violência] é algo que a gente acha que nunca vai acontecer. Achei que nunca aceitaria, mas quando a gente menos espera, já está vivenciando. Quem nunca passou por isso tem dificuldade de entender. Li comentários como 'ah! Mas ela mereceu', 'Ela que aceitou'. No final das contas, nunca é culpa da vítima", analisou.

"Já fui uma mulher insegura, que não sabia quem eu era. Recentemente, descobri quem eu sou. Dei uma virada de chave grande na minha vida que hoje eu me amo e faço as coisas por mim. É muito difícil quando a gente escuta que tem que amar o próximo como a si mesmo sem saber o que é esse amor-próprio. Hoje me sinto uma supermulher, segura e empoderada. Estou agora na minha melhor fase, me amando muito", pontuou.

Tati Zaqui também não busca relacionamentos amorosos nessa nova fase. "Estou há quatro meses sem beijar na boca. Quando a gente decide mudar, tudo muda. O que me atraía, não me atrai mais. A gente tem que saber o nosso valor para saber se valorizar e não permitir que ninguém tire a sua essência jamais. Sei o meu valor e não aceito que me tratam menos do que eu mereço. Se for só para ficar, não quero. Tem que ser especial. Estou cuidando tanto de mim. Quando vier, que venha legal", finalizou.

Gostou deste story?

Aproveite para compartilhar clicando no botão acima!

Visite nosso site e veja todos os outros artigos disponíveis!

Leia Mais