Bastidores da negociação de Rachel Sheherazade com a Record para A Fazenda 15

Publicado em

Neste último dia 14, Rachel Sheherazade, a jornalista, foi anunciada como uma das participantes da 15ª temporada de “A Fazenda“, surpreendendo a internet. No entanto, o diretor do programa, Rodrigo Carelli, revelou que a participação dela não foi sempre uma certeza absoluta.

Durante a coletiva de imprensa, Carelli compartilhou que Rachel foi uma das primeiras escolhas para a nova temporada do reality, mas a tarefa não foi simples. Quando a produção entrou em contato pela primeira vez, Rachel recusou a oferta de entrar no programa. Carelli explicou: “Às vezes, convidamos pessoas que achamos que não vão aceitar, mas dizemos: ‘Não custa tentar.'”

Rachel, que estava sem um contrato fixo com qualquer emissora desde sua saída do SBT, chegou a ter uma reunião com a equipe da Record e inicialmente elogiou a ideia, mas acabou recusando o convite, desapontando o canal.

No entanto, alguns dias depois, Sheherazade mudou de ideia e aceitou o desafio, surpreendendo o diretor. Carelli explicou: “Passaram alguns dias, ela nos ligou de volta e disse: ‘Pensei melhor, vocês ainda estão interessados? Eu estou disposta a participar.'”. Claramente, ele não poderia deixar passar a oportunidade de ter a jornalista no elenco, considerando-a um dos nomes mais inesperados na história do reality.

Rachel Sheherazade é uma figura controversa na televisão brasileira. Em 2011, quando trabalhava em uma afiliada do SBT na Paraíba, chamou a atenção de Silvio Santos por suas opiniões francas. Ela então se mudou para a sede do canal e se tornou a apresentadora do principal telejornal da emissora, o SBT Brasil. No entanto, suas opiniões, que antes eram apreciadas pelo dono do SBT, eventualmente levaram à sua saída da emissora.

Em 2020, durante o auge da pandemia da Covid-19 e da crítica gestão de Jair Bolsonaro, Rachel foi demitida do SBT. Ela alegou que suas críticas ao governo atraíram a ira de Luciano Hang, conhecido como ‘véio da Havan’, que pediu sua demissão publicamente. Isso foi significativo, já que Hang era um dos maiores patrocinadores da emissora, não apenas do SBT.

Sua demissão resultou em uma disputa legal, na qual Rachel buscava o reconhecimento de seu vínculo empregatício com o SBT e exigia o pagamento de benefícios como férias e acordos previstos na CLT, além de uma indenização por danos morais de R$500 mil, alegando ter sido “constrangida” por Silvio Santos no Troféu Imprensa. Na época, o dono do SBT alegou que Rachel havia sido contratada por sua beleza e não para expressar opiniões. A jornalista também alegou ter sido vítima de assédio.

Em setembro do ano passado, Rachel saiu vitoriosa na disputa contra a emissora, após uma decisão da 14ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, em São Paulo.

 

Fique por dentro!

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga o EGOBrazil no Google Noticias ou EGOBrazil no Instagram.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal ou mesmo do Portal iG.

A reprodução deste conteúdo é estritamente proibida sem autorização prévia.

Famosos

Últimas Notícias

Leia Mais

<