BBB 24′: Desistência de Vanessa Lopes aperta botão amarelo para o ‘transtorno delirante’

Publicado em

De acordo com a médica psiquiátrica Dra. Patricia Pires, a falsa ideia no pensamento em relação à realidade necessita da ajuda de um profissional da Psiquiatria  
 
Vanessa Lopes em apertou o botão de desistência e decidiu deixar o Big Brother Brasil (BBB), na última sexta-feira (19). O comportamento da jovem nos dias que antecederam sua tomada de decisão destacaram questionamentos e preocupações de seus colegas de confinamento, inclusive, uma conversa de Vanessa com a equipe de psicólogos do reality. O diagnóstico sobre a saúde da ex-participante do “BBB 24”, ainda, não foi divulgado à imprensa, mas a observação e indicação tende à constatação de uma espécie de ‘transtorno delirante’.
 
Para a médica psiquiatra Dra. Patricia Pires, primeiramente é importante que as pessoas tenham conhecimento sobre a definição do termo delírio. Segundo ela, trata-se de uma alteração no pensamento, quando a pessoa passa a ter uma falsa ideia em relação à realidade.
 
“Por mais que os outros tentem provar que não seja algo real, a pessoa não muda a ideia de seu pensamento. Essa é uma característica de delírio, pois não se consegue alterar a opinião da pessoa”, explica a especialista. “No caso da influenciadora, o público em geral, pode acompanhar que por algumas vezes, seus colegas de confinamento tentavam pontuar a ela quem eles eram, mas nada e ninguém conseguiram mudar o pensamento de Vanessa Lopes”, ressalta a Dra. Patrícia Pires.
 
No caso da influenciadora, a especialista confirma que o delírio é autoreferência e persecutório, pois as atitudes demonstradas pela jovem a colocavam sempre como foco, em todas as ocasiões acreditava que todos estavam contra ela e que todas as pessoas que estavam próximas a ela eram atores. 
Pelas redes sociais muitas são as críticas à emissora e à família de Vanessa, pois a retirada dela do reality já poderia ser feita. A ajuda vem quando as pessoas de seu convívio observam modificações no comportamento e pensamentos de quem sofre com os distúrbios, pois a pessoa não sabe que está doente ou fora da realidade.
 
Primeiro é preciso uma avaliação detalhada, incluindo antecedentes pessoais e familiares para que o médico psiquiátrico compreenda o caso do paciente. Investigar se a causa do transtorno está relacionada a alguma doença física ou neurológica. Caso não seja encontrado nada, o problema é exclusivo da psiquiatria com tratamento acompanhado por profissional da área. Medicina não existe 0%, 100%, certeza é exclusivo”, alerta a médica psiquiátrica.
O quadro apresentado pela influenciadora poderia ser agravado e acarretar problemas em colegas de confinamento. “Além da Vanessa, os participantes também poderiam ser prejudicados. Na psiquiátrica, odesgaste emocional pode gerar consequências nas pessoas de seu convívio, inclusive, raro mas existe uma doença chamada de ‘transtorno delirante compartilhado’, quando a ideia de delírio do indivíduo acaba por afetar a pessoa ou pessoas que estejam em seu convívio e, consequentemente, passam a acreditar fielmente na crença falsa apresentado pela pessoa que sofre com delírio”, finaliza a médica.

Fique por dentro!

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga o EGOBrazil no Google Noticias ou EGOBrazil no Instagram.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal ou mesmo do Portal iG.

A reprodução deste conteúdo é estritamente proibida sem autorização prévia.

Famosos

Últimas Notícias

Leia Mais

<