Brigas, show de R$ 2: Rouge foi de sonho a pesadelo em 20 anos de carreira

Publicado em

O Rouge nasceu da reunião de cinco jovens cantoras, em 2002, que sonhavam em viver de música no Brasil. Aline Wirley, Fantine Thó, Karin Hils, Li Martins e Lu Andrade foram selecionadas no programa “Popstars”, entre outras 30 mil candidatas, e assinaram um contrato com a Sony Music.

O sucesso foi imediato. O primeiro álbum, “Rouge” (2002), vendeu mais de 2 milhões de cópias em todo o país, graças a hits como “Não Dá Pra Resistir” e “Ragatanga”.

Em 2004, Lu deixou a banda, que ainda lançou outros dois projetos, “Blá Blá Blá” (2004) e “Mil e uma Noites” (2005). Em 2006, porém, o grupo chegou ao fim.

<

Agora, 20 anos depois, as cinco estão de volta aos holofotes após o anúncio de um show em comemoração as duas décadas de criação do grupo, no “Chá da Alice”, no dia 10 de dezembro.

A confirmação, no entanto, dividiu opiniões entre os fãs. A estranheza aconteceu após um ano marcado por declarações polêmicas feitas pelas integrantes.

Rouge - Foto: Reprodução/Instagram
Rouge – Foto: Reprodução/Instagram

Reencontro e novo fim

Em 2017, as cinco integrantes se reuniram novamente para uma série de shows pelo Brasil. O que era para ser uma comemoração pontual, no entanto, teve outras proporções como um novo álbum e mais apresentações, contudo o fim da nova fase chegou ainda mais rápido do que na primeira vez.

“O pessoal que estava gerenciando tudo se empolgou demais. Esperavam que a gente retornasse com o mesmo ritmo de 2002. Não podíamos abandonar nossas vidas. Deve ter sido uma decepção”, disse Li Martins, durante entrevista em abril.

<

O anúncio da última pausa veio em 2019, quando elas divulgaram um comunicado oficial sobre a decisão. “Foi um reencontro épico e acreditamos que conseguimos cumprir nossa missão e completamos mais um ciclo. Agora, sentimos que precisamos voar por novos caminhos e por isso daremos uma pausa no grupo”, disseram.

Cachê de R$ 2

Uma das declarações que mais repercutiram neste ano aconteceu durante uma entrevista de Karin Hils ao podcast Vênus. A cantora revelou que percebeu o fim do projeto depois de um show em que o grupo recebeu pouco mais de R$ 2.

“Foi um show incrível, com uma equipe reduzida? E na hora que houve a prestação de contas, estava lá na divisão, pago fulano, pago ciclano, equipe? Rouge: 2 reais e 75 centavos. Aí eu falei assim: 2 reais? Que que é isso aqui? A gente ganhou 2 reais por causa daquele show? Por que que não foi de graça de uma vez? Ali eu desisti”, contou.

Rouge - Foto: Reprodução/Instagram
Rouge – Foto: Reprodução/Instagram

Fantine e Luciana Andrade

Fantine falou abertamente sobre as diferenças com Lu Andrade, em entrevista ao podcast Vênus, em julho. A cantora disse que ambas nunca tiveram uma boa reação e que também não faz questão de conviver com a ex-colega de palco.

“Nunca me dei bem com ela, não faço questão de ser amiga dela. Essa é a verdade. Quero ter o direito de não gostar de uma pessoa. Não gosto, não convivo bem. Me incomoda esse posicionamento vitimizado: ‘Ah, só ela não gosta de mim, eu sou um anjo’. Não é, cara. Desculpa”, disse.

A artista também afirmou que todas as integrantes da girl band tinham problemas em relação a colega. Ela, no entanto, era a que mais se manifestava sobre as diferenças com a colega.

Fique por dentro!

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga o EGOBrazil no Google Noticias ou EGOBrazil no Instagram.

** A opinião expressa neste texto não é necessariamente a mesma deste site de notícias.

© 2023 EGOBrazil | A reprodução deste conteúdo é estritamente proibida sem autorização prévia.

Famosos

Últimas Notícias

Leia Mais

<