Bruno de Luca se pronuncia sobre suposta omissão de socorro a Kayky Brito

Publicado em

No entendimento do MP, o fato de Bruno ter sido flagrado por câmeras de segurança deixando o local sem assistir a Kayky, mesmo que os dois estivessem bebendo juntos minutos antes da tragédia, comprova que ele “não se importou em ter qualquer conhecimento quanto às providências que seriam adotadas para prestação de socorro à vítima”.

E num texto publicado por Bruno em seu Instagram, o apresentador decidiu trazer sua versão sobre os fatos. “Desde o dia 2 de setembro tenho vivido numa angústia muito grande. Minha principal preocupação era o estado de saúde do Kayky. Durante este período, mantive contato constante com a família dele, que sempre me atualizou sobre sua evolução. Desde que ele recebeu alta e teve acesso ao seu celular, estamos nos falando e ele vem me contando sobre seus progressos clínicos e na fisioterapia. Isso tem acalmado meu coração”, afirmou.

“Esses dois meses também me trouxeram lições valiosas sobre a vida, a responsabilidade, limites e como a vida pode virar de cabeça pra baixo em segundos. Desde que o Kayky se mudou pra Curitiba, há pouco mais de um ano, nossos encontros ficaram mais raros. Naquela noite, nos encontramos pra celebrar os novos momentos de nossas vidas: paternidade, família, novos objetivos. Infelizmente, toda essa empolgação nos fez exagerar na bebida, e esse exagero transformou comemoração em tragédia”, lamentou ele.

Bruno de Luca e Kayky Brito — Foto: Reprodução: Instagram
Bruno de Luca e Kayky Brito — Foto: Reprodução: Instagram

“Desde então, venho me consultando com psiquiatras, fazendo hipnoterapia, meditação guiada e pensado muito. O acidente que vi me deixou em estado de choque, transtornado. Na minha cabeça eu tinha presenciado uma morte. Todos esses eventos naquela noite afetaram minha capacidade de discernimento e coerência. Fiquei totalmente descontrolado e mentalmente abalado. Segundo a Drª Júlia Fandiño, psiquiatra que venho me consultando, eu tive uma confusão mental durante uma experiência traumática, que evoluiu com uma amnésia dissociativa”, explicou Bruno de Luca.

“De acordo com a ciência, a amnésia dissociativa consiste em um tipo de perda da memória provocada por trauma ou estresse e resulta na incapacidade de recordar informações pessoais importantes. Eu lembro de poucos flashes dos momentos finais daquela noite: me despedir do Kayky, virar pra pagar a conta, um grande barulho, alguém sendo arremessado. A partir daí, só gritos e confusão. Muita gente correndo. Depois disso, um apagão total”, relatou em seguida.

Bruno ainda assegurou ao público que só viajou para São Paulo um dia depois do acidente porque, de fato, não tinha ideia de que a vida do amigo estava correndo perigo. Ele pensava não ter recebido mais notícias de Kayky imaginando que o ator tivesse perdido seu celular, até que Sthefany Brito o comunicou que seu irmão estava desaparecido.

“Quando eu já estava entrando no avião, comecei a ver as notícias nos sites que diziam que ele havia sido atropelado. Eu não acreditava no que estava acontecendo. Enquanto lia as notícias, o avião decolava pra São Paulo. Pedi para meu pai e irmão irem ao hospital. Assim que cheguei, recebi ligações do meu pai do hospital me falando sobre o estado do Kayky. Cancelei meu trabalho, voltei no primeiro voo que consegui vaga e fui direto para casa da família dele”, relembrou.”Conversamos, nos emocionamos muito. Em nenhum momento, a família do Kayky duvidou do que contei. Durante esses mais de 20 anos de amizade passamos por muitos momentos felizes mas também por momentos muito delicados, em que eu sempre estive ao lado do Kayky. Sua família me conhece muito bem, sabe o tamanho da nossa amizade”, continuo De Luca.

O apresentador confessou que se arrepende muito da forma que agiu naquela noite, mas que aprendeu com seu erro: “É claro que se pudesse escolher, minha reação teria sido outra, teria sido bem mais pró ativo e acima de tudo, teríamos ido embora antes, e em segurança”.

Bruno de Luca vendo o acidente de Kayky Brito — Foto: Reprodução: Twitter
Bruno de Luca vendo o acidente de Kayky Brito — Foto: Reprodução: Twitter

“Por mais que nossas vidas tenham mudado completamente naquele dia, eu resolvi agradecer. Agradecer pelo Kayky estar vivo, ter tido uma nova chance. Agradecer pelo Diones ter prestado socorro prontamente. Por não ter tido nenhuma outra vitima. Por ter uma família maravilhosa que me apoia nos momentos difíceis. Agradecer a minha companheira Sthefany por todo amor e paciência, por estar sempre ao meu lado, por me ajudar a ter clareza e por cuidar do nosso bem maior”, consolou-se.

Por fim, Bruno abriu o coração sobre o que pretende fazer daqui para frente. “Crescemos e evoluímos com nossos erros e tropeços. E é isso que eu vou passar para a minha filha ao longo da vida, sempre existirá uma nova chance para se recomeçar. E eu recomeço olhando pra dentro, tentando vencer meus próprios obstáculos, com a certeza que a vida é linda e curta. A felicidade é um bem precioso que deve ser buscado todos os dias. 
Eu seguirei buscando a minha”, concluiu.

Essa é a primeira vez que De Luca se manifesta sobre o assunto, desde que ele prestou depoimento à polícia no dia 6 de setembro. Bruno precisou, inclusive, se afastar das redes sociais diante das críticas do público. Os ataques também acabaram por prejudicar a carreira dele, além é claro de sua saúde mental.

Diones Coelho da Silva, o motorista que atropelou Kayky, revelou na última quarta-feira (1), que está ajudando Bruno de Luca a se reerguer. “Ele me falou que estava passando muito mal psicologicamente, com medo de sair, com medo das pessoas, com todo o ódio destilado na internet”, disse.

Fique por dentro!

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga o EGOBrazil no Google Noticias ou EGOBrazil no Instagram.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal ou mesmo do Portal iG.

A reprodução deste conteúdo é estritamente proibida sem autorização prévia.

Famosos

Últimas Notícias

Leia Mais

<