Espetáculo infantil narra a história de Oxóssi e exalta a cultura negra

Publicado em

A partir do dia 5 de abril, o Tambor de Cumba vai levar ao palco do Teatro Angel Vianna – Centro Coreográfico do Rio de Janeiro, na Tijuca, o espetáculo infantil “Oxóssi – O Guardião é Popular”. Com patrocínio do Governo Federal, Ministério da Cultura, da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro e da Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro, através do Edital Pró-Carioca viabilizado pela Lei Paulo Gustavo, a peça terá duas exibições e vai narrar um mito tradicional da sociedade Iorubá, onde diversos caçadores são convocados para abater o grande pássaro das feiticeiras que aterrorizavam a cidade de Ilê Ifé durante o período de festas da colheita de inhames.

 

Com uma hora de duração, o espetáculo propõe despertar o imaginário infantil com base nas tradições culturais de origem africana por meio de danças, tambores e elementos estéticos pertencentes à cultura iorubá. No mito, Oxóssi é o guerreiro caçador que salva a sua aldeia dos poderes das bruxas trazendo alegria e prosperidade para o seu povo.

 

Serão duas sessões, uma às 15h do dia 5 de abril, voltada exclusiva para o público escolar, e outra no dia 6, às 16h, aberta ao público em geral, que contará com tradução em libras e audiodescrição. Nesta segunda data, pela manhã, às 10h e 11h, terão duas atividades extras: contação de histórias africanas e vivência de dança afro para o público PCD, respectivamente.

Credito Das Fotos Lkn021 2 Egobrazil
Crédito das fotos: LKN021

 

Diretora artística e responsável pela parte coreográfica do espetáculo, Aninha Catão destacou a importância de levar às crianças a história iorubá, tão importante na formação religiosa e cultural do Brasil, destacando o ineditismo da proposta no Rio de Janeiro.

 

– “Oxóssi – O Guardião é Popular” é um espetáculo infantil de dança afro que conta sobre um mito tradicional da sociedade iorubá na qual justamente o povo pertencente vem para o Brasil na condição de escravizado e origina uma das religiosidades do negro em nosso país, que é o Candomblé e, dessa forma, herdamos o culto dos orixás. Nós sentimos a necessidade de trazer de forma lúdica, mas ao mesmo tempo didática, o conhecimento sobre uma cultura específica de um povo do qual muitos de nós descendemos e de abordar essa história no formato de contação para crianças, o que é algo inédito aqui no nosso estado – disse a diretora, que deu mais detalhes:

 

– Para a apresentação, nós tiramos o orixá Oxóssi de um papel estritamente religioso, uma vez que estamos falando de ancestrais divinizados, e o transformamos em um personagem infantil que pode ser visto como um herói. Os cantos tradicionais e a dança são elaborados para explicarmos e contextualizarmos essa história. Apesar do espetáculo ser pensado para o público infantil, ele foi construído para toda a família com o objetivo de tirar a cultura negra de um papel marginalizado e, consequentemente, combater o racismo desconstruindo a demonização que foi imposta socialmente aos orixás, às religiosidades e cultura de matriz africana. Essa é a importância deste projeto – explicou Aninha Catão.

 

Os ingressos são gratuitos e devem ser retirados através do site da Prefeitura do Rio, através do link https://riocultura.eleventickets.com/#!/home

 

Serviço:

“Oxóssi – O Guardião é Popular”

Local: Teatro Angel Vianna – Centro Coreográfico do Rio de Janeiro

Endereço: Rua. José Higino, 115 – Tijuca, Rio de Janeiro-RJ

Exibições: 5 de abril (15h) e 6 de abril (16h)

Entrada franca

Classificação livre

Credito Das Fotos Lkn021 4 Egobrazil
Crédito das fotos: LKN021

Fique por dentro!

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga o EGOBrazil no Google Noticias ou EGOBrazil no Instagram.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal ou mesmo do Portal iG.

A reprodução deste conteúdo é estritamente proibida sem autorização prévia.

Famosos

Últimas Notícias

Leia Mais

<