Justiça condena homem que vazou fotos de Marília Mendonça e Gabriel Diniz

Publicado em

André Felipe de Souza Alves Pereira, de 22 anos de idade, foi sentenciado nesta quarta-feira (27/9) pela 2ª Vara Criminal de Santa Maria. Ele foi apontado como o responsável por divulgar imagens dos corpos dos cantores Marília Mendonça e Gabriel Diniz. Além disso, o jovem criou uma conta no antigo Twitter para homenagear o Massacre de Columbine, que ocorreu nos Estados Unidos em 1999.

O juiz Max Abrahão Alves de Souza emitiu a sentença com base no testemunho do rapaz, no qual ele admitiu ter criado um perfil no Twitter dedicado a Dylan Klebold, um dos perpetradores do massacre de 1999 no colégio Columbine High School, no Colorado.

André também utilizou outra conta na mesma rede social para compartilhar links que levavam a imagens dos corpos dos artistas Gabriel Diniz e Marília Mendonça, que faleceram em acidentes aéreos em maio de 2019 e novembro de 2021, respectivamente. Além disso, ele divulgou símbolos nazistas, promoveu a discriminação racial e étnica, e fez uso de um documento falso.

O juiz observou que as imagens e comentários de André tinham o claro objetivo de humilhar e desrespeitar as vítimas, que eram amplamente apreciadas pelo público, o que demonstra sua intenção criminosa.

Além disso, o magistrado considerou outras acusações apresentadas pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, incluindo crimes de disseminação do nazismo, uso de documento falso, atentado contra o serviço público e incitação ao crime.

Imagem compartilhada por Marília Mendonça após morte de Gabriel Diniz | Reprodução @instagram
Imagem compartilhada por Marília Mendonça após morte de Gabriel Diniz | Reprodução @instagram

O réu também foi condenado por crime de racismo e xenofobia devido a mensagens discriminatórias contra nordestinos em suas redes sociais, nas quais os ofendeu gravemente.

No total, André foi condenado a oito anos de reclusão e multa, que serão cumulativos devido à regra do concurso material de crimes. Além disso, ele recebeu uma pena de dois anos de detenção e multa pelos crimes, que também serão cumulativos.

A sentença determinou que André cumprirá sua pena em regime semiaberto, e ele permanecerá detido no Complexo Penitenciário da Papuda por enquanto, devido ao potencial impacto negativo em sua soltura, considerando o clamor público causado por suas ações. A decisão pode ser objeto de recurso.

Fique por dentro!

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga o EGOBrazil no Google Noticias ou EGOBrazil no Instagram.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal ou mesmo do Portal iG.

A reprodução deste conteúdo é estritamente proibida sem autorização prévia.

Famosos

Últimas Notícias

Leia Mais

<