Justiça condena Marcão do Povo a indenizar Ludmilla por injúria racial

Publicado em

No dia 22 de junho, ocorreu a decisão unânime do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) de condenar o apresentador Marcão do Povo por cometer crime de racismo contra a cantora Ludmilla.

Em 2017, durante a transmissão do programa ‘Balanço Geral’ do Distrito Federal, veiculado pela TV Record de Brasília, o apresentador referiu-se à cantora de forma ofensiva, utilizando a expressão “pobre macaca”.

Essa conquista legal ocorreu após os advogados de Ludmilla recorrerem da decisão do Juiz da 3ª Vara Criminal de Brasília, que havia absolvido Marcão do Povo no processo movido pela cantora e pelo Ministério Público em 2021.

Justiça condena Marcão do Povo a indenizar Ludmilla por injúria racial
Justiça condena Marcão do Povo a indenizar Ludmilla por injúria racial

O Tribunal determinou uma pena de 1 ano e 4 meses de prisão para o apresentador. Além disso, Marcão do Povo será obrigado a pagar uma indenização a Ludmilla, cujo valor será doado pela cantora a uma instituição que se dedica à causa racial e ao combate ao racismo.

Fique por dentro!

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga o EGOBrazil no Google Noticias ou EGOBrazil no Instagram.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal ou mesmo do Portal iG.

A reprodução deste conteúdo é estritamente proibida sem autorização prévia.

Famosos

Últimas Notícias

Leia Mais

<