Justiça manda lacrar bar processado por Alcione caso donos não prestem contas

Publicado em

O Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro determinou que um bar do Rio de Janeiro que leva o nome de Alcione seja lacrado caso os donos do local não sejam localizados pela Justiça. A cantora processou o estabelecimento em outubro de 2023 por falta de pagamento de uso de imagem.

Ela acusa o empresário Vinícius Correa, que administra o local, de não pagar os direitos de uso de imagem exigidos pela artista. Chamado “Bar Alcione, A Casa da Marrom”, o lugar fica localizado na Barra da Tijuca, na capital fluminense.

Em dezembro, uma liminar já havia decidido que o bar deveria deixar de usar o nome de Alcione em qualquer canal virtual ou físico, sob pena de multa diária de R$ 5 mil. Os donos do local, contudo, não acataram o pedido e não responderam às intimações da Justiça.

Desta forma, o desembargador André L. M. Marques determinou o aumento da multa para R$ 10 mil e decidiu que, caso os donos do bar não sejam localizados em até três tentativas, o local deve ser lacrado.

Alcione
Alcione

A cantora concedeu o uso do nome em 2020, sob a condição de que adquirisse uma parcela dos lucros do bar, mas não concorda com a prestação de contas na empresa. Ela também alega que os pagamentos direcionados à artista estão atrasados.

O Estadão tentou contato com o Bar Alcione, mas não teve retorno até a publicação deste texto. O espaço permanece aberto.

Fique por dentro!

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga o EGOBrazil no Google Noticias ou EGOBrazil no Instagram.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal ou mesmo do Portal iG.

A reprodução deste conteúdo é estritamente proibida sem autorização prévia.

Famosos

Últimas Notícias

Leia Mais

<