Luisa Sonza fala de caso de racismo: ”Tive que estudar”

Publicado em

Luisa Sonza se pronunciou sobre a acusação de racismo de 2018, no qual a cantora fez um acordo com a autora do processo, Isabel Macedo de Jesus, que a acusou de ter dado um tapa no seu braço e ter, em tom ríspido, pedido um copo d’água, durante um show em Fernando de Noronha.

Enquanto era maquiada por DellaFancy, Luisa falou do seu processo de aprendizado, e que leu obras de Silvio Almeida (atual ministro dos Direitos Humanos) e Djamila Ribeiro para entender as questões do racismo estrutural.

“É um racismo estrutural, mas a estrutura é feita por nós. Tive muita dificuldade de entender, por eu ser uma pessoa branca, e não viver isso na pele. Tive que estudar muito e entender profundamente, li muito, estudei muito”.

Luísa Sonza
Luísa Sonza

Em outro momento da entrevista, a cantora diz: “Óbvio que não foi uma coisa intencional. Mas a gente comete este tipo de erro diariamente. Eu pedi um copo d’água para uma mulher preta. Foi um processo muito longo, não é da noite para o dia. Gostaria de ter aprendido isso antes (…) Tive que estudar e entender até aceitar que realmente cometi um ato racista”.

Fique por dentro!

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga o EGOBrazil no Google Noticias ou EGOBrazil no Instagram.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal ou mesmo do Portal iG.

A reprodução deste conteúdo é estritamente proibida sem autorização prévia.

Famosos

Últimas Notícias

Leia Mais

<