“Marias, Histórias de Pombas Giras”, da Cia Kà de Teatro traz mensagem sobre intolerância religiosa

Publicado em

A Cia Kà de Teatro apresenta seu mais novo trabalho, o curta Marias, Histórias de Pombas Giras. Kelvin Millarch, co-fundador da companhia de teatro nos conta que a inspiração para a narrativa nasce de uma experiência social muito profunda que se traveste de intolerância religiosa e as violências que as culturas tem sofrido. “Tudo surgiu quando estávamos vendo algumas matérias de intolerância religiosa e como as entidades são marginalizadas no aspecto negativo”, conta.

Marias, Histórias de Pombas Giras, traz uma ideia de desmistificação da imagem presente a respeito de diversas tradições religiosas. Além, de, também, apresentar uma nova perspectiva para os tempos da contemporaneidade. “Foram meses de trabalho”, continua Kelvin, “afim de entendermos esse local de estudo para trazer o máximo de respeito e cuidado que um projeto como esse merece”, revela. “A mensagem é bem simples e necessária: As Pombas Giras não são demônios e nem nenhum signo reflexo da intolerância religiosa, são entidades que lutam pela esperança e pelo amor, por cuidado e afeto. Cada Maria tem o seu propósito, elas trazem no curta personificações de proteção na nossa obra de ficção fazendo com que o público veja e descontrua algo que foi interiorizado de acordo com a nossa sociedade”, explica Kelvin Millarch.

É uma história de luta! Essa é a primeira compreensão que Kelvin nos diz sobre como compreender e acolher a história que estará sendo narrada. Uma história de luta, uma história feminina, uma história cultural e uma história de força e de garra, de compreensão histórica e de paz e diversidade. “A história representa a luta de três mulheres com objetivos voltados ao cuidado e proteção. São mulheres que prezam a justiça e farão com as próprias mãos se for o caso”, diz Kelvin.

<
“Marias, Histórias de Pombas Giras”, da Cia Kà de Teatro traz mensagem sobre intolerância religiosa
“Marias, Histórias de Pombas Giras”, da Cia Kà de Teatro traz mensagem sobre intolerância religiosa

O elenco que acolheu a proposta de coração aberto, empreendeu um trabalho ardoroso de respeito e amor para com um trabalho de honestidade e entrega. Kelvin diz que até mesmo “as roupas eram das próprias Pombas Giras e foi pedido licença para que a gente pudesse realizar o projeto. O curta foi gravado em barracão de axé em Curitiba respeitando todas as regras da religião onde tivemos o resultado maravilhosos no curta”.

Com lançamento em julho, Marias, Histórias de Pombas Giras terá disponibilidade de outras datas e o ingresso poderá ser adquirido no próprio site da companhia: www.ciakadeteatro.com.br.

Fique por dentro!

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga o EGOBrazil no Google Noticias ou EGOBrazil no Instagram.

** A opinião expressa neste texto não é necessariamente a mesma deste site de notícias.

© 2023 EGOBrazil | A reprodução deste conteúdo é estritamente proibida sem autorização prévia.

Famosos

Últimas Notícias

Leia Mais

<