Principais trechos Felipe Tito no “Carona Podpah”

Publicado em

O ator, modelo e empresário Felipe Tito foi o terceiro convidado do podcast em vídeo “Carona Podpah” Original Spotify, que entrou no ar nesta quarta-feira (21). No episódio, Igão e Mítico levaram Tito até o escritório dele, na capital paulista, e falaram um pouco mais sobre a relação dele com a música.

O ator listou algumas músicas que fazem parte de sua “playlist do sexo”, além de comentar sobre outras canções que marcaram diferentes momentos de sua vida. Veja abaixo trechos do episódio que já está disponível de graça e exclusivamente no Spotify.

Playlist do sexo

“A minha playlist de sexo no Spotify é um emoji de diabinho. Tem SoMo, The Weekend, Russ também é bom. Precisa ter [uma playlist específica para esse momento].”

Curte rap há muito tempo?

“Muito. Estou com 36 anos. Sei que vocês escutam rap, mas não sei se é da época de vocês, mas escutava muito Facção Central, Ndee Naldinho, GOG, Conexão do Morro, RZO. Eu tenho um irmão mais velho, então um monte de coisa que eu fui induzido foi pelo meu irmão, tatuagem, por exemplo. Rap é a mesma coisa. Meu primeiro disco que eu lembro de chegar em casa, meu primeiro CD, foi “Sobrevivendo no Inferno”, dos Racionais.

Influência de Chorão e Brown na personalidade

“Dois caras que influenciaram muito na minha personalidade: Chorão e Mano Brown. Direta e indiretamente. O Chorão por uma série de coisas. O Brown eu já encontrei de passagem em camarins, mas o Chorão eu trombei mesmo, fiz teste pro filme dele”.

Relação com Chorão

“Pouco antes do Chorão morrer, sei lá, alguns meses antes dele morrer, eu cruzei com ele vindo do Rio e ele falou. ‘Tito, escrevi um outro filme, chama O Cobrador, quero que você faça…e aí ele morreu”.

“Eu gravei o Chorão na pista dele lá em Santos, troquei ideia com ele para o Multishow, Chorão foi um maluco treta na minha vida”.

“Um cara que eu era doido para ver vivendo esse momento que a gente vive de polarização política, a internet, era o Chorão. Eu queria saber qual seria o posicionamento do Chorão hoje, como ia levar essa porra. Ele nunca foi um cara em cima do muro, ia vim com alguma porrada aqui e eu não consigo entender, como ele se posicionaria? Porque ele sempre foi um cara que bateu no peito e disse ‘não você tem que trampar, tem que ter suas coisas, tem que se orgulhar das suas paradas’, que é um posicionamento ‘x’. Mas também sempre foi um cara do povo, defendendo a periferia, que é um posicionamento ‘y’. Então, nesse negócio de polarizar, o que ele ia fazer, mano? Eu sempre fiquei pensando nisso, como o Chorão pensaria sobre isso?”

Música do Charlie Brown que marcou a vida

“Mano, ‘O Preço’ é uma música que eu me identifico muito com a história, ta ligado? Porque me arrepia mesmo de ponta a ponta, e a história é bem parecida com que rolou na minha vida, de largar a escola, de fazer a parada acontecer por conta e consegui tirar minha família e toda a galera comigo do perrengue”.

Músicas que relembram momentos

“Eu gosto muito do Shaggy, aquela “Boombastic”. Eu lembro muito dessa música, me marcou. Eu não fui maluco, sempre fui um moleque caretão. Tudo aconteceu muito cedo pra mim, fui pai com 16 anos. Um bagulho que eu lembro muito, meu filho pequeno, “Tribalistas”, lembram? Eu lembro que eu rodava o cd inteiro dos “Tribalistas” para o meu filho dormir”.

Três músicas que não podem faltar na playlist da sua vida

“Confisco” – Charlie Brown Jr.

“Capítulo 4, Versículo 3” – Racionais MC’s

“60K” – Major RD

Em breve no ar, por enquanto assista outros episódios

Fique por dentro!

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga o EGOBrazil no Google Noticias ou EGOBrazil no Instagram.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal ou mesmo do Portal iG.

A reprodução deste conteúdo é estritamente proibida sem autorização prévia.

Famosos

Últimas Notícias

Leia Mais

<