Quebrando Tabus: A perspectiva masculina de Vagner Faustino sobre dependência emocional  

Publicado em

A dependência emocional é um fenômeno psicológico que se manifesta quando uma pessoa se torna excessivamente vinculada emocionalmente a outra, baseando sua própria felicidade e bem-estar na relação com essa pessoa. Essa dependência pode ocorrer em diversos contextos, como relacionamentos românticos, familiares ou amizades intensas. Tanto homens quanto mulheres podem ser afetados, sendo um fenômeno que transcende barreiras de gênero.

Os sintomas incluem a necessidade constante de aprovação, medo da solidão, dificuldade em tomar decisões independentes e uma autoestima vinculada ao sucesso da relação. A dependência emocional pode resultar em um ciclo prejudicial de comportamentos, comprometendo a autonomia e a capacidade de construir relacionamentos saudáveis. O impacto psicológico pode ser profundo, interferindo na qualidade de vida e no desenvolvimento pessoal, exigindo esforços conscientes e suporte emocional para superação.

O autor, Vagner Faustino, graduou-se em Sistemas para a Internet e Psicologia Positiva, além de atuar como coach. Em seu livro “Sobre Retalhos Emocionais – A Busca de um Novo Amanhecer”, ele aborda a dependência emocional de um ponto de vista masculino, mas também universal, e com sua perspectiva como coach em psicologia positiva:

<

“A dependência emocional foi um processo que eu vivi de 2008 a 2018 e demorou 10 anos para superar. Após esse período, busquei o autoconhecimento e uma identidade que eu me reconhecesse como pessoa. A terapia de coaching eu fiz em 2019, em que eu tinha, digamos, alguns meses, superado a questão da dependência emocional afetiva.”

Vagner passou por uma crise e por sessões de terapia, despertando seu desejo de se aprofundar no assunto e ajudar outras pessoas. Dando ênfase também em ajudar homens, quebrando tabu. Ele explica em uma entrevista como a dependência emocional masculina se desenvolve e se manifesta:

“Sobre a questão da dependência emocional masculina, o que gera muitos entraves e tabus, primeiramente são os costumes culturais do latino-americano de uma forma geral. A América Latina tem uma cultura mais machista do que a América do Norte e Europa também. Embora nós latino-americanos, em alguns sentidos, não sejamos reprimidos como são os asiáticos, por exemplo, a mãe e o pai não educam o filho homem no sentido de externar suas emoções e sentimentos.”

O machismo dói nos homens.

<

O tema é também de interesse para pais de crianças pequenas, pois é na infância e adolescência que meninos começam a ser afetados, explica Vagner:

“Quando este homem ainda criança passa pelo período escolar e depois ingressa em uma faculdade, ele também é induzido pelos padrões dos grupos sociais em que vive a demonstrar força, racionalidade, de que nada o abala. De que ele, digamos, é sempre o durão. Então, quando este homem, assim tão induzido a ter um lado insensível, a ter um lado até mesmo sentimentalmente e emocionalmente frio, se vê diante de um sentimento por alguém, que pode ser de nível afetivo, mas também tem dependência emocional, de pai e mãe em relação aos filhos, ou dos filhos em relação aos pais.

Então, quando ele se vê diante de um sentimento, de uma emoção que é muito mais forte que ele, toda essa casca da insensibilidade, da dureza, da frieza, do excesso de racionalidade cai por terra. E aí que o homem começa a ter diversos problemas no sentido de conseguir assumir esse problema e essa fraqueza dele.”

Vagner aconselha que pais e mães coloquem ênfase na educação emocional:

“Pais que já tenham um filho de 5, 6, 8 anos, é importante que esse pai e essa mãe tenham essa percepção de criar o filho com uma dualidade entre a racionalidade e o lado mais emocional e emotivo. Até mesmo porque é mais fácil doutrinar uma criança nesse sentido do que um adolescente de 11, 12, 14 anos de idade, por exemplo, em que ele está até com aquela questão da rebeldia, de transgredir regras.”

Para aqueles que enfrentam os desafios da dependência emocional ou para pais interessados em compreender e auxiliar na formação emocional de seus filhos, a leitura de “Sobre Retalhos Emocionais: A busca de um novo amanhecer” torna-se uma jornada essencial.

Vagner Faustino Fernandes oferece uma abordagem única de cura, combinando sua experiência de superação pessoal, Psicologia Positiva e perspectiva como coach. Este livro não apenas desvenda os intricados aspectos da dependência emocional, mas também oferece uma visão masculina valiosa e universal sobre o tema.

Ao compartilhar sua própria jornada de superação, Faustino não oferece apenas um relato pessoal poderoso, mas também estratégias práticas para o autoconhecimento e a construção de uma identidade sólida. “Sobre Retalhos Emocionais – A Busca de um Novo Amanhecer” representa uma ferramenta valiosa para ampliar a compreensão e buscar a superação da dependência emocional, proporcionando suporte e inspiração para uma jornada de cura significativa.

Fique por dentro!

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga o EGOBrazil no Google Noticias ou EGOBrazil no Instagram.

** A opinião expressa neste texto não é necessariamente a mesma deste site de notícias.

© 2023 EGOBrazil | A reprodução deste conteúdo é estritamente proibida sem autorização prévia.

Famosos

Últimas Notícias

Leia Mais

<