Record demite vários profissionais e inclui apresentadora na lista

A Record teve uma segunda-feira (17) bem delicada em seus bastidores. Isso porque, em crise de audiência e, principalmente, financeira, a emissora promoveu uma série de demissões.

O canal da Barra Funda tem feito cortes drásticos em sua equipe, incluindo de nomes importantes do vídeo e chefões que ganhavam salários altos.

Segundo informações do colunista Gabriel Perline, do site iG, a Record demitiu Patrícia Costa, que comandava as edições de sábado do Fala Brasil, além de outros noticiários, como o Jornal da Record e o Domingo Espetacular, entre 2016 e 2020.

A publicação também reforçou que as demissões de hoje afetaram principalmente o time de chefões do Jornalismo do canal paulista e que há uma avaliação interna de que muitos profissionais executavam pouco para os salários que recebiam.

O jornalista disse que a lista de demitidos conta com nomes como de Grego Georgios Theodorakopoulos, que estava na empresa há 14 anos e trabalhava como gerente de Esportes, e Luiz Matos, o Canário, outro executivo.

Record
Patrícia Costa é um dos nomes demitidos do canal (Imagem: Divulgação / Record)

Demissões na Record devem passar de 200 profissionais nesta semana

O site Notícias da TV declarou que, ao longo desta semana, serão demitidos mais de 200 profissionais, de um total de 3 mil. A publicação confirmou a saída dos repórteres Roberto Thomé e Sylvestre Serrano.

Ainda no Jornalismo, a direção dispensou os jornalistas Leandro Sant Ana, que tinha 19 anos de casa, e Mauro Junior, que era do núcleo de reportagens especiais do Domingo Espetacular.

A lista de cortes também conta com Carmen Farão, coordenadora de produtos originais multiplataformas, e Janice de Castro, apresentadora do bloco de esportes do Balanço Geral.

Assim como outros veículos, como o SBT, Band e TV Gazeta, a Record vem sofrendo queda nas vendas de publicidade. O site Notícias da TV declarou que, no ano passado, o canal registrou um prejuízo de R$ 517 milhões, um recorde histórico.

Em nota enviada a Record destacou que, “num momento em que todo o mercado de mídia, da televisão aberta e dos demais veículos, passam por um período de reformulação de seus investimentos, o Grupo Record faz uma reorganização em suas frentes de trabalho”.

“O Grupo Record continuará trabalhando sem descanso para conquistar novos investimentos em seus negócios. Também estará torcendo e contribuindo para o crescimento e retomada do poder econômico do país e do povo brasileiro”, salientou o texto.

A emissora de Edir Macedo encerrou o comunicado: “Desligamentos foram necessários, mas com respeito ao ser humano acima de tudo, às leis e às regras trabalhistas”.

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga o EGOBrazil no Google Noticias ou EGOBrazil no Instagram.

** A opinião expressa neste texto não é necessariamente a mesma deste site de notícias.

** A reprodução deste conteúdo é estritamente proibida sem autorização prévia.

Ultimas Noticias

Leia Tambem

Leia Mais