Ex-repórter da Globo expõe que era pressionada para perder peso

Veruska Donato, que foi repórter da Globo SP durante 21 anos, entrou com ação na Justiça do Trabalho contra a sua antiga emissora.

Ela alega ter sofrido assédio moral para alcançar um padrão de beleza imposto pela empresa, o que a fez desenvolver síndrome de Burnout. Caso seja condenada, a Globo deverá pagar R$ 13 milhões à jornalista.

De acordo com publicação do Notícias da TV, Veruska também pede reconhecimento de vínculo empregatício, já que deu expediente como PJ (Pessoa Jurídica) durante 17 anos, entre 2002 e 2019.

A jornalista expõe que a Globo só assinou sua carteira nos dois últimos anos. Com isso, os advogados da profissional querem todos os direitos trabalhistas do período em que ela não era registrada.

Gostou deste story?

Aproveite para compartilhar clicando no botão acima!

Visite nosso site e veja todos os outros artigos disponíveis!

Leia Mais