Whindersson Nunes abre o jogo sobre fake news que tirou a vida de jovem

Publicado em

O humorista Whindersson Nunes gravou um vídeo nas redes sociais para contar sobre a fake news que terminou com a morte da jovem Jéssica Vitória Canedo, de 22 anos. Os dois foram envolvidos em prints falsos e foram alvos de ataques. Ela lutava contra a depressão e não resistiu, falecendo nesta semana. Agora, o artista relembrou como soube de tudo o que aconteceu.

No começo do vídeo, Nunes contou que recebeu os prints falsos por meio de uma página de fofocas no Instagram e já percebeu que era fake news. “Uma página de fofoca, uma outra página de fofoca, mandou mensagem pra mim: “Olha, tô mandando uns prints de uma conversa sua, mas a gente não vai postar, porque não parece ser você nas conversas. Você quer que eu mande pra você?”. Eu falei: “Mande, mas quem é a pessoa?” [e falaram]: “É a Jéssica”. A Jéssica, como se eu conhecesse alguma Jéssica. Então, eu já sabia que não era eu”, afirmou ele, e completou: “Ele falou que não ia postar e falei: “Tá, então tudo bem”. Bom que me falou, que pelo menos não é todo mundo que tá vendido até o inferno. Fui dormir e quando eu acordei, já tinham postado numa página. Eu tava fora do país, tava de férias, e de primeira impressão, o que eu pensei? Sempre acontece isso comigo, as pessoas sempre detonam a menina. Então, o que eu faço pra minimizar? eu não falo nada, porque eu conheço como são as pessoas. Muitas delas são cruéis”.

<

Logo depois, ele revelou o motivo para ter ficado em silêncio e não ter negado publicamente na época em que os prints foram divulgados na internet. “Não conhecia a Jéssica, não sabia quem ela era, nunca tinha visto ela na minha vida. Não sabia se ela tava participando ou não, mas também não acusei. Então, quando eu vi a notícia, já voltei e disse que não conhecia ela, que essa era uma conversa fake, já pra desmentir e deixei quieto, porque eu deixo tudo quieto. Se eu fosse falar qualquer coisa que passei com mulher na minha vida, como eu sei que as pessoas são cruéis, eu sei que elas vão detonar a pessoa. Então, eu prefiro engolir“, afirmou, e continuou: “Prefiro ser o cara que não defendeu na hora que eu tinha que defender. Eu prefiro ser o cara que abandonou a esposa porque perdeu um filho, e aparentemente, se não me der um filho, parece que eu não amo a pessoa. Essas são coisas que leio, que eu sou narcisista, que isso, que aquilo, mas prefiro não falar um A. Sei que se eu falar um A, as pessoas vão fazer da vida das outras pessoas, que já estão vivendo sua vida, um inferno e eu não quero isso“.

Então, Whindersson falou sobre os dramas que já viveu em sua vida. “Quero falar com a mãe da Jéssica. Eu sou um cara muito problemático, também tento há muito tempo dar sentido à minha vida. Eu tento me curar de abuso psicológico, de abuso sexual na infância. Tô me abrindo aqui de uma forma que eu só me abri pra pessoas que eu me relacionei mesmo, mas pra nesse momento vulnerável aí da senhora eu me mostrar a minha parte mais vulnerável também. Já passei de tudo um pouco na vida, de todo tipo de coisa ruim, mas eu jamais incentivaria ninguém a tirar a própria vida. Sinto muito demais mesmo pela senhora ter que passar uma coisa que eu passei por poucas horas com o meu filho. Sei que eu não posso dizer, eu sei que eu não posso nem misturar o tamanho disso, mas se eu puder de alguma forma ajudar, se eu puder de alguma forma fazer com que essa dor diminua, eu tô aqui pra qualquer coisa”, declarou.

Por fim, o humorista deu a sugestão para que uma lei seja criada para punir a divulgação de fake news nas redes sociais. “Iniciar um movimento para ver se contribui para a gente criar uma lei chamada Jéssica Vitória para aprimorar a legislação brasileira nesse negócio que está acontecendo agora, que é esse jornalismo não oficial. Que isso é muito perigoso. Tem gente que tem muito seguidor e diz que não é uma coisa oficial, mas é uma coisa que impacta de verdade. Tem que ser crime postar uma conversa que duas pessoas não autorizaram. A não ser que seja uma exposição de crime para denunciar alguma coisa, eu acho que não faz sentido uma conversa privada entre duas pessoas. Por isso, é tão perigoso você não ir atrás da verdade antes de mostrar, porque isso pode ser danoso. Um abraço da mãe da Jéssica e vamos atrás de ver o que a gente pode fazer para melhorar daqui para frente, pelo menos a vida das pessoas nesse sentido. Se possível, um Feliz Natal e Feliz Ano-Novo aí para todo mundo“, afirmou.

Fique por dentro!

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga o EGOBrazil no Google Noticias ou EGOBrazil no Instagram.

** A opinião expressa neste texto não é necessariamente a mesma deste site de notícias.

© 2023 EGOBrazil | A reprodução deste conteúdo é estritamente proibida sem autorização prévia.

Famosos

Últimas Notícias

Leia Mais

<