Globo tem programação especial para o Dia da Consciência Negra

Publicado em

‘Eu sou porque nós somos’. A força da coletividade, parte da filosofia Ubuntu, nos ensina que as conquistas não são individuais, mas resultado de algo construído quando caminhamos juntos. Esse olhar para o outro, para todos e cada um, é essencial para que as pessoas se sintam representadas e ganhem ainda mais força quando há diversidade de pensamentos, conhecimentos e trajetórias no desenvolvimento de projetos e narrativas.

É dessa forma plural e diversa que a Rede Globo tem atuado cada vez mais. Único caminho capaz de representar uma sociedade tão rica culturalmente quanto a sociedade brasileira. Para reiterar esse entendimento, ainda mais latente no mês que marca o Dia da Consciência Negra, a Globo lança uma campanha para destacar o poder do afeto, que será veiculada, a partir de 20 de novembro, em todo ecossistema da empresa: na TV aberta, nos canais por assinatura e nas redes sociais.

A campanha foi pensada e desenvolvida a partir da soma de forças criativas de contadores de história negros e negras. O filme ganha vida com imagens de eventos e programas dos diferentes canais da Globo, enquanto a locução é narrada por um time de talentos negros como Paulo Vieira, Aline Midlej, Stephanie Ribeiro, João Luiz Pedrosa, Kenya Sade, Larissa Luz, Ryancarlos de Oliveira, Jennifer Nascimento, Karine Alves, Paulo Lins, Samuel Minervino, Luiz Teixeira, Lilian Ribeiro, Manoel Soares, Taís Araujo e Maju Coutinho.

Além disso a emissora conta com uma programação especial para celebrar a data. O Dia da Consciência Negra faz referência à morte do Zumbi, o líder do Quilombo dos Palmares e um dos personagens mais importantes na luta contra a escravidão.

TV Globo

A programação especial pensada para a data já começou na sexta-feira, 18 de novembro. O “Encontro” exibiu uma entrevista exclusiva conduzida por Manoel Soares com Graça Machel, viúva de Nelson Mandela e ex-primeira-dama da África do Sul.

No sábado, 19, o “É de Casa” exibiu uma entrevista com Tony Tornado conduzida pelo apresentador Thiago Oliveira. O ator comentou sobre ter saído de casa sozinho aos 11 anos com a missão de mudar o mundo com sua voz e da luta para manter vivo seu sonho e conquistar seu objetivo.

Já no domingo, 20, Dia da Consciência Negra, o especial “Sons de São Paulo” reconta a trajetória da black music na capital paulista. O programa ouve Liniker, Péricles, Thayde, entre outros nomes que fazem parte do gênero musical de raiz africana e várias vertentes para mostrar sua importância dentro do movimento negro e na inserção de artistas negros no mercado da música.

Péricles participou do documentário Sons de São Paulo – Foto: Divulgação/Fernando Lupo/TV Globo

Apresentado pelas repórteres Mariana Aldano, Gabriela Dias e Denise Thomaz Bastos, o documentário será exibido para todo o estado de São Paulo logo após o “Fantástico”.

Mariana Aldano, Gabriela Dias e Denise Thomaz Bastos apresentam o documentário Sons de São Paulo – Foto: Divulgação/Patrick Szymshek/TV Globo
Mariana Aldano, Gabriela Dias e Denise Thomaz Bastos apresentam o documentário Sons de São Paulo – Foto: Divulgação/Patrick Szymshek/TV Globo

Dentro da programação especial de filmes preparada para novembro em celebração ao mês da Consciência Negra, a TV Globo exbibe no domingo, 20, no Campeões de Bilheteria, o longa “Projeto Gemini”, protagonizado por Will Smith.

À noite, no Domingo Maior, vai ao ar “Corra!”, filme que levou o Oscar de Melhor Roteiro Original em 2018.

Na segunda-feira, na Tela Quente, é a vez do filme “Harriet – O Caminho para a Liberdade”, inédito na TV aberta. A produção conta a história de Harriet Tubman (Cynthia Erivo), uma escrava que se tornou abolicionista.

Além disso, com a apresentação de Rita Batista, nos dias 26 e 27 de novembro, a TV Globo exibe um compacto do Festival Afropunk, o maior festival de cultura negra do mundo, diretamente de Salvador. Ludmilla, Emicida, Liniker, Baco Exu do Blues, Masego e Karol Conká estão entre as atrações confirmadas.

Globoplay

Para celebrar o mês da Consciência Negra, o Globoplay preparou uma lista com alguns conteúdos que estreiam em novembro e outros que já estão na plataforma. Fruto de dez anos de pesquisas entre os terreiros gaúchos, o documentário “Cavalo de Santo”, baseado no livro homônimo da fotógrafa Mirian Fichter, retrata o universo religioso afro-brasileiro e a presença africana no Rio Grande do Sul por meio da história, da formação das religiões, do racismo e da intolerância religiosa no estado. A estreia no Globoplay está prevista para o dia 20.

A segunda temporada da série exclusiva “O Clube das Divorciadas” também já tem data marcada para estrear: dia 29. Na trama, três amigas de longa data se reaproximam após o divórcio de uma delas. Já o movimento pelos direitos civis dos negros contado por mulheres que fizeram parte dele é o tema central de “Mulheres do Movimento”, minissérie antológica já disponível na plataforma. Com produção executiva de Jay Z e Will Smith, a obra é baseada na história real de Mamie Till-Mobley, uma das precursoras do Movimento após ter seu filho assassinado.

O Globoplay ainda conta com grandes sucessos como “Marielle. O Documentário” e “Medida Provisória”.

GNT

O GNT exibe às segundas-feiras de novembro, à meia-noite, produções com diferentes pautas raciais. No dia 21, o filme “Sobre Nós” discute os impactos do racismo no amor e na afetividade das mulheres negras, a partir de depoimentos de 11 brasileiras de diversas origens, idades e vivências.

Já no dia 28 vai ao ar o documentário “Elza Infinita”. O filme tem origem no “Musical Elza” e acompanha a trajetória artística da cantora Elza Soares.

Ao longo do mês de novembro, o “Saia Justa” recebe convidadas para discussões sobre o Mês da Consciência Negra. O programa tem a participação de Flávia Oliveira no próximo dia 23, às 22h45. O combate ao racismo e a importância do empoderamento e da representatividade também são pautas trabalhadas na quarta temporada de “Sexta Black”, no ar desde a última quarta, dia 16, às 23h45. Em cinco episódios, o programa traz diferentes temas da sociedade para discussão com seus convidados, a partir da pauta racial.

No dia 20, às 10h30, o GNT exibe a série documental “Enigma da Energia Escura”. Em cinco episódios apresentados por Emicida, a atração inaugura um novo olhar sobre as temáticas negras na televisão brasileira.

Multishow

No Multishow, ao longo do mês de novembro, vão ao ar novas peças da ação Corrente Bem Preta, na qual grandes artistas negros indicam para o público novos nomes da cultura afro. A série de pílulas estreou no canal em 2021 e permanece rodando na grade da TV até hoje. Nos novos episódios, nomes como Jojo Todynho e Cacau Protasio entram para a campanha.

Já no dia 20, a programação é dedicada ao Dia da Consciência Negra. A partir das 14h, o público confere uma maratona de “Um Maluco no Pedaço” com episódios que trazem o debate racial no enredo.

Às 15h30, é a vez de “Jojo Nove e Meia”. A apresentadora recebe Majur, Jonathan Azevedo e Cacau Protasio, que falam de raça e representatividade.

Para encerrar o especial, o canal exibe às 17h o show “Meu Nome É Thiago André”, no qual Thiaguinho celebra seus 20 anos de carreira. E nos dias 26 e 27, a partir das 19h, o Multishow transmite ao vivo o festival Afropunk Bahia 2022, principal festival voltado para a cultura negra.

Fique por dentro!

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga o EGOBrazil no Google Noticias ou EGOBrazil no Instagram.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal ou mesmo do Portal iG.

A reprodução deste conteúdo é estritamente proibida sem autorização prévia.

Famosos

Últimas Notícias

Leia Mais

<