Segundo dia dos mini desfiles do Carnaval Carioca encanta público com lindos shows

Publicado em

Em comemoração ao Dia Nacional do Samba, a Cidade do Samba, no Rio de Janeiro, foi palco neste último sábado (2) do segundo dia de mini desfiles das escolas de samba. E o nível de apresentação para a segunda-feira foi realmente alto, proporcionando um verdadeiro espetáculo aos expectadores, preparação para o Carnaval Carioca

A Mocidade Independente de Padre Miguel foi a primeira a se apresentar, trazendo um enredo leve e descontraído intitulado “Pede Caju que dou, pede Caju que dá”. Destaque para a participação do cantor Zé Paulo, que sem dúvidas levantou a arquibancada, e para a estreia de Fabíola Andrade, esposa do patrono da escola, Rogério Andrade, como rainha de bateria.

Fabiola Andrade / Foto: Thiago Valladares

Já a Portela enfrentou um problema técnico no carro de som no início do desfile, o que atrasou a apresentação, porém não tirou o brilho do show. A estrela do desfile foi a rainha de bateria Bianca Portela, que mostrou toda sua realeza com muito samba no pé e entrosamento com a comunidade de Madureira. Além disso, a homenagem à Vilma Nascimento, vítima de ataque racista recentemente, foi emocionante, e a eterna porta-bandeira, o Cisne da Passarela, encantou o público.

<
Vilma Nascimento / Foto: Thiago Valladares / Rio Carnaval – Divulgação

A Vila Isabel se destacou com um desfile técnico e empolgante. Sabrina Sato surpreendeu ao chegar em cima de um carro  e as musas Andrea Andrade e Gabi Martins foram muito aclamadas pela plateia.

Fotos: Eduardo Hollanda , Thiago Valladares, Léo Queiroz / Divulgação Rio Carnaval
Sabrina Sato / Fotos: Eduardo Hollanda , Thiago Valladares, Léo Queiroz / Divulgação Rio Carnaval
Fotos: Eduardo Hollanda , Thiago Valladares, Léo Queiroz / Divulgação Rio Carnaval
Andrea Andrade / Foto: Ronaldo Reis

Por outro lado, Mangueira mostrou garra, mas ficou devendo em relação à essência característica da escola. A rainha Evelyn Bastos  brilhou, como sempre, com muito samba no pé. O samba enredo foi muito bem cantado pelos componentes

Evelyn Bastos / Foto: Ronaldo dos Reis
Foto: Thiago Valladares / Rio Carnaval – Divulgação

A Paraiso do Tuiuti abriu o desfile com um belo tripé de São Sebastião e apesar da ausência do intérprete Pixulé, o carro de som supriu a falta com maestria. A harmonia da escola, antes criticada, funcionou muito bem, assim como a atuação impecável da rainha de bateria Mayara Lima.

Mayara Lima / Reprodução Instagram
Foto: Thiago Valladares / Rio Carnaval – Divulgação

Por fim, a Viradouro encerrou a noite com o enredo “Arroboboi, Dangbé”, contando sobre a energia do culto ao vodum serpente. O destaque foi a presença de Erika Januza em um look de cobra e a condução harmoniosa do canto da escola por Wander Pires.

Erika Januza / Foto: Thiago Valladares / Rio Carnaval – Divulgação
Wander Pires / Foto: Thiago Valladares / Rio Carnaval – Divulgação

No geral, todas as escolas apresentaram shows memoráveis no segundo dia dos mini desfiles, e o formato foi muito bem recebido pelo público devido à proximidade com os componentes.

<

A expectativa para a grande apresentação oficial na segunda-feira é alta.

De todas as doze escolas que se apresentaram nesses dois dias de mini desfiles, a Imperatriz é destaque para ficarmos de olhos vivos para uma possível conquista do bicampeonato.

Foto: Thiago Valladares / Rio Carnaval – Divulgação

Parabéns à LIESA e Riotur pelo maravilhoso espetáculo!

Fique por dentro!

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga o EGOBrazil no Google Noticias ou EGOBrazil no Instagram.

** A opinião expressa neste texto não é necessariamente a mesma deste site de notícias.

© 2023 EGOBrazil | A reprodução deste conteúdo é estritamente proibida sem autorização prévia.

Famosos

Últimas Notícias

Leia Mais

<